English Español Português

Assessoria de Relações
Internacionais e Intercâmbio

Ciência Sem Fronteiras

Perguntas Frequentes

1) Como faço para me inscrever no programa?
Alunos de graduação terão duas opções:
a) Através das chamadas públicas divulgadas pelo CNPq ou pela CAPES, disponíveis no portal do programa Ciência sem Fronteiras (www.cienciasemfronteiras.gov.br);
b) Por meio do Coordenador do Programa Ciência sem Fronteiras em sua instituição de ensino superior, para verificar as normas de seleção.
Alunos de pós-graduação e pesquisadores:
c) Deverão participar das chamadas públicas para as diversas modalidades de bolsa, que serão divulgadas no portal do programa (www.cienciasemfronteiras.org.br).

2) Os estudantes e pesquisadores beneficiados pelo programa só poderão trabalhar dentro das áreas prioritárias do Ciência sem Fronteiras?
Sim. Tanto estudantes como pesquisadores deverão seguir as áreas prioritárias, constantes do Programa.

3) O meu curso de graduação está incluído dentro das áreas prioritárias?
A relação das áreas consideradas prioritárias no Ciência sem Fronteiras pode ser consultada no site do programa, ou com o Coordenador do Programa de Pós-Graduação Strictu Sensu na instituição de origem.

4) A CAPES e o CNPq irão pagar as mensalidades e as taxas dos estudantes no exterior?
O Programa Ciência sem Fronteiras irá cobrir o pagamento das taxas escolares (tuition e fees), as quais deverão ser negociadas pela instituição brasileira ao menor patamar possível e dentro de valores aceitáveis. Nos casos em que o pagamento das taxas ofereça acomodação e alimentação (lodging e food), o valor mensal da bolsa paga diretamente ao estudante será de US$ 300,00 ou valor equivalente na moeda do país de destino.

5) Há exigência de proficiência em língua estrangeira? Quais exames de proficiência em língua estrangeira serão aceitos?
A exigência será feita conforme acordo realizado entre as agências (CNPq e CAPES) e a instituição de ensino estrangeira. As Instituições de Ensino Superior brasileiras estão sendo estimuladas a oferecer cursos intensivos de língua estrangeira para os potenciais candidatos à bolsa que tenham dificuldade no idioma utilizado na instituição de destino. O ensino superior em alguns países como Alemanha, China e Coréia, é total ou parcialmente realizado em língua inglesa, possibilitando a candidatura de estudantes e pesquisadores com domínio de língua inglesa para esses países. A CAPES irá oferecer cursos de inglês à distância de alta qualidade para os estudantes brasileiros já aceitos no programa. O acesso a cursos de curta duração também poderá ser negociado, conforme a necessidade. No sentido de facilitar a vinda de estudantes e pesquisadores do exterior para o Brasil, as Embaixadas e Consulados brasileiros estudam a possibilidade de promover Cursos de Português no exterior. Grupos locais ajudarão na inserção de estrangeiros, facilitando a superação da barreira do idioma nesses casos. Estudantes que não alcançarem a nota mínima exigida nos testes de proficiência também poderão realizar cursos de idioma no exterior conforme avaliação feita pela CAPES e CNPq.

6) Quais são os critérios para concorrer às bolsas de Graduação Sanduíche no Exterior (SWG)?
Serão elegíveis os estudantes que alcançaram a média mínima no Exame Nacional do Ensino Médio - ENEM de 600 pontos e possuem bom aproveitamento acadêmico. Serão elegíveis também os alunos participantes dos programas de Iniciação Científica e aqueles premiados em Olimpíadas de Matemática ou Ciências, Feiras Científicas e atividades similares, de mérito reconhecido.

7) O programa contempla alguma modalidade de bolsa para Mestrado no exterior?
Não. O Ciência sem Fronteiras não contempla nenhuma modalidade de bolsas de Mestrado no exterior.

8) Posso escolher a universidade nos EUA, Alemanha, Itália, França, Alemanha, Canadá e demais países para ingresso?
Os institutos que fazem intermédio entre as universidades estrangeiras e as agências responsáveis pelo programa Ciência sem Fronteiras serão os responsáveis por escolher as universidades, utilizando a pertinência quanto às áreas prioritárias do Programa Ciência sem Fronteiras.

9) Quando ficarei sabendo para qual instituição irei?
Após a divulgação do resultado das aplicações nas universidades estrangeiras dos candidatos selecionados pelos institutos intermediários, quando for disponibilizada a resposta da aplicação, o candidato será comunicado por e-mail e/ou correios, no qual será esclarecido o procedimento para os passos posteriores.

10) Outras instituições podem ser incluídas? Como?
Não, a oferta de vagas e as instituições de destino serão definidas pelos acordos entre CAPES e CNPq e os representantes dos países. Os candidatos não poderão escolher a instituição de destino neste primeiro momento, somente o país em que deseja realizar os estudos.

11) Onde devo anexar os documentos exigidos na inscrição?
Os documentos exigidos devem ser anexados dentro do formulário de inscrição disponível no Portal do Programa Ciência sem Fronteiras. SOMENTE CHAMADAS NACIONAIS.

12) A documentação exigida pode ser enviada por e-mail?
Não. Os documentos deverão ser enviados exclusivamente por meio do Portal do Programa Ciência sem Fronteiras, respeitando o respectivo cronograma, em formato PDF.

13) É necessário um tempo de curso mínimo e máximo de curso para poder participar?
Serão permitidos os alunos que tenham integralizado no mínimo 20% e, no máximo, 90% do currículo previsto para seu curso,no momento do início previsto da viagem de estudos;

14) Alunos ProUni manterão sua bolsa no regresso à sua instituição de origem sem ter prejuízos?
Para essa informação, favor entrar em contato com o MEC, responsável pelo gerenciamento dessas bolsas.
(http://mec.ctis.com.br/SDMCR/modulos/web/protocolo.asp?codarea=0.1.481.135&codclassificacao=136&descclassificacao=Prouni).

15) Como fazem os alunos de instituições privadas? Trancam suas matrículas ou as instituições não cobram mensalidades destes alunos?

Cada universidade terá autonomia para realizar essas operações, conforme seu Regimento.

Escreva seu depoimento

Após realizar meu primeiro intercâmbio, o único sonho que eu tinha era de poder viajar…


Ariane Nunes Leite

Assessoria de Relações
Internacionais e Intercâmbio
Rua Gonçalves Chaves, nº373
Campus I - Sala A107 - Jardim da Reitoria
Pelotas/RS - Brasil
Telefone: + 55 (53) 2128-8235

Desenvolvido por Assessoria de Comunicação e Marketing - Núcleo Web UCPel