English Español Português

Assessoria de Relações
Internacionais e Intercâmbio

18/05/2016 às 12:00

UCPel e Universidade Católica de Milão avançam em convênio para cooperação internacional

A visita à Universidade Católica de Pelotas (UCPel) de representantes da Universidade Católica Sacro Cuore de Milão, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da Universidade Corporativa do Sebrae, nesta segunda-feira (16) e terça-feira (17), deu início à consolidação de um importante processo de parceria para beneficiar a Zona Sul e outra fatia do interior gaúcho. O objetivo é alicerçar um convênio de cooperação internacional entre as universidades católicas, com foco na implantação de ferramentas para o fomento do desenvolvimento regional, eixo que compõe a visão das duas instituições.

A visita desta semana é o primeiro passo ao estabelecimento do convênio. A intenção é que durante um seminário marcado para setembro as instituições assinem um protocolo de intenções voltados aos temas que possam garantir a competitividade do território. Além da Zona Sul, a Região da Campanha e a Fronteira Oeste também serão beneficiadas pela parceria. Por isso a comitiva que esteve na UCPel também conhecerá a realidade de municípios que integram a área de abrangência do projeto nos próximos dias. 

"Neste momento estamos identificando quais tecnologias e inovações podemos usar para elevar a competitividade dos locais atingidos", explicou o representante da Alta Escola de Negócios da Universidade de Milão, o italiano Emilio Beltrami. Ele também destacou que a visita abre caminho para o traçado de estratégias capazes de criar uma visão de futuro, de forma que as duas universidades definam um caminho com o mesmo objetivo final.

Conforme o reitor da UCPel, José Carlos Bachettini Júnior, o convênio terá como mote a transferência de conhecimento, partindo da Alta Escola de Negócios de Milão, um dos braços de atuação da Sacro Cuore. "Isso colaborará na formação de líderes e no aperfeiçoamento de temas como agronegócios, recursos hídricos, energias limpas, turismo, tecnologia e inovação, infraestrutura, governança e educação básica. Firmado o convênio, também abrimos uma janela de colaboração na área de saúde com a Policlínica Gemelli, de Roma", completa o reitor, ao destacar o segundo eixo de atuação da instituição italiana, a formação e assistência em cursos da área médico-hospitalar.

Na vista à UCPel, Beltrami e Campos conheceram o Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP), principal laboratório de ensino da Católica e responsável pela maior parte do atendimento público de Saúde realizado na Zona Sul do Estado, além do Núcleo Economia Solidária e Incubação de Cooperativas, do Escritório de Desenvolvimento Regional e do Programa de Pós-graduação em Saúde e Comportamento. Na terça-feira (17), visitaram a Catedral Metropolitana São Francisco de Paula, as instalações do Parque Tecnológico de Pelotas, a Charqueada São João e o Mercado Central, onde conheceram dois importantes projetos do Sebrae na região: a identificação geográfica dos doces de Pelotas e a iniciativa de artesanato Bichos do Mar de Dentro.

"Estamos buscando o que a Universidade de Milão tem de melhor e mostrando o potencial da UCPel, principalmente com foco na comunidade", sintetizou a pró-reitora Acadêmica da UCPel, Patrícia Giusti.

Parceria entre academia, empresariado e governos

De acordo com Emilio Beltrami, a Universidade de Milão querer estabelecer um projeto de cooperação internacional estruturado, que tenha as universidades à frente, mas com respaldo do setor empresarial e político. Razão pela qual a agenda da comitiva em Pelotas incluiu encontro com as principais lideranças empresariais e de entidades de classe do município, além de representantes dos poderes Executivo e Legislativo, na noite de segunda-feira.

Na oportunidade, a vice-prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, falou da satisfação em ver perspectivas de desenvolvimento serem ampliadas com o convênio previsto. "Sozinhos os municípios não terão o crescimento que querem", pontuou. 
Paula também destacou no encontro as potencialidades de Pelotas e da região. Citou a diversidade humana, garantida pela pluralidade do processo de colonização da Zona Sul, a formação de mão-de-obra especializada através das instituições de ensino superior e técnico, bem como as boas perspectivas de desenvolvimento. Cenários que em conjunto garantem a projeção de um futuro otimista. 

A fala da vice-prefeita foi complementada e fundamentada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico de Pelotas, Fernando Estima, que fez a Beltrami um balanço sobre os diferencias da região. Polo do agronegócio, madeireiro e de vitivinicultura, dotada de um complexo de produção de energia, autossuficiente do ponto de vista hídrico, dona de extensa malha rodoviária, ferroviária, de aeroporto e portos, além de contar com uma série de arranjos produtivos locais, a Zona Sul é um celeiro de potencialidades capazes de alavancar o desenvolvimento, conforme destacou Estima.

Importante participação do Sebrae

O coordenador do Escritório de Desenvolvimento Regional da UCPel, Fábio Castro Neves, destacou a participação do Sebrae nesse processo. Foi através da entidade e do programa Liderança para o Desenvolvimento Regional (Líder), que se propõe a despertar o empreendedorismo e impulsionar a Zona Sul, que a aproximação com a Universidade de Milão foi viabilizada e a parceria será concretizada.

"A Universidade de Milão presta consultoria ao Sebrae desde 2012. O Sebrae viu na Católica alguém capaz de absorver o expertise da instituição italiana para aplicar em toda a região", explicou Castro Neves, ao lembrar que a UCPel já aplica metodologias do Sebrae. "Os projetos Sebraetec e Negócio a Negócio são exemplos disso", disse.

"Temos interesse em ações que estejam inseridas nas demandas regionais e que venham do território. A Zona Sul é muito importante para o Sebrae nesse sentido e a Universidade de Milão um exemplo de união entre universo acadêmico, práticas empresariais e interesse social", resumiu o gerente de Gestão Estratégica do Sebrae nacional, André Luiz Vieira Campos.

Segundo a gerente do Sebrae na região, Rosani Ribeiro, o volume de iniciativas não é o foco maior do convênio. Para ela, o desenvolvimento regional se dá não pelo número de projetos, mas pela integração deles. "Precisamos de gestão, liderança e governança", frisou. 

Por Carolina

Tags: Institucional Programa de Pós-Graduação em Saúde e Comportamento

Assessoria de Relações
Internacionais e Intercâmbio
Rua Gonçalves Chaves, 373
Central de Atendimento - Campus I
Pelotas/RS - Brasil
Telefone: + 55 (53) 2128-8235
E-mail: intercambio@ucpel.edu.br

Desenvolvido por Assessoria de Comunicação e Marketing - Núcleo Web UCPel